09 coisas que podem ferrar seu orçamento neste Natal

Dec 20 / EQUIPE MONWAY

TEMPO DE LEITURA: 09 MINUTOS

Natal pode ser uma época do ano difícil para o seu orçamento. Siga estas dicas para tomar boas decisões financeiras nesta temporada de férias.

Festas, encontros familiares, decorações e luzes exageradas e ainda mais festas são todas grandes possibilidades de possíveis gastos. Mas você tem dinheiro para cobrir tudo isso? Tu precisa gastar tanto pra se divertir e reunir as pessoas que você ama?

A desvantagem do Natal (exceto passar madrugadas com aquele parente chato, aumentar a cintura e reuniões familiares intermináveis) é que é muito fácil “go crazy” e quebrar o orçamento antes que o Bom Velhinho comece com seus “Ho-hos”.

Esta lista provará como é simples terminar sem um tostão furado na véspera de Natal (ou antes). Pedimos apenas que você use isso como um aviso, ao invés de um conselho e leia até o final. Você verá que existem boas e más decisões natalinas.

1. Vamos dar uma festa

Todo mundo adora uma festa, mas dar uma só por causa disso e descobrir que você estourou o cheque especial é uma má ideia. O problema é que as pessoas fazem isso, ano após ano, e descobrem que suas contas bancárias estão no vermelho.
"Mas é Natal!" eles dizem. Isso ignora a importância de sempre ter algum dinheiro guardado para uma emergência. Ele ignora contas que precisam ser pagas e viagens que podem ser necessárias. 

"Não importa, eu recebo na próxima semana!" A questão, claro, é que o fim de ano é uma série de festas de 7 a 10 dias. Daí pensamos que vale a pena drenar toda a conta pra dar sua própria festa de Natal, não é?

Se você quer dar uma festa, certamente deveria. Mas planeje com antecedência, compre o que você precisa dentro de um orçamento restrito e não deixe que isso influencie o resto de seus planos sazonais.

Faça o dinheiro render!

2. Compre presentes massivos

Outra maneira de bagunçar o orçamento de Natal é ir além e comprar presentes enormes e bizarros para crianças e adultos. Não gaste muito dinheiro em super presentes se você não puder pagar.

Todos nós sabemos que as crianças gostam das caixas tanto quanto do conteúdo. Não estamos sugerindo que você adquirira algumas caixonas pra colocar os presentes que você comprou. Considere, em vez disso, a qualidade do presente e seu valor para quem o recebe.

Na hora de comprar presentes o segredo está na preparação e no planejamento.

3. Preparar uma ceia de Natal de proporções medievais

O Natal significou muitas coisas ao longo dos anos, e nosso fascínio atual por árvores, presentes e homens em ternos vermelhos e brancos vem do século XIX e uma das atrações principais é a ceia.

Essa abordagem intensa das campanhas culinárias na TV e na Internet tem suas raízes nos festivais de inverno da antiguidade e na coleta de alimentos pra sobreviver ao "Solstício de Inverno", que ficou famoso pelos cânticos de Natal.

Ter vários tipos de carne é potencialmente um desperdício. Isso antes de considerarmos a variedade de legumes, molhos e acompanhamentos, sobremesas e até bebidas que acompanham.

Se você quiser manter seu orçamento gastronômico baixo, considere o tamanho do peru (kkkk. quem lhe escreve não tem maturidade), o número de pessoas esperadas e comece a cozinhar do zero.

Além disso, certifique-se de ter espaço no freezer para os pedaços de carne que sobraram e lembre-se de congelá-los no mesmo dia.

4. Modo Balada On

Festa toda noite.

Você tem um grande círculo de amigos e ou uma grande família e não quer perder nenhuma festa. Você irá em cada jantar, festa, reunião, encontro, happy hour e não vai pular um compromisso.
Essa aí é outra má ideia.

Se as festas custam dinheiro para realizar, eles também exigem dinheiro para comparecer como, por exemplo, levar bebidas, mesmo que você se abstenha de álcool. Você tem tempo e energia para ir a uma série de festas? Se sim, pode até valer a pena, mas se não você tá forçando a barra e além de gastar loucamente seu dinheiro não vai aproveitar todas as experiências de um jeito legal e se estiver trabalhando nos dias seguintes, ainda vai chegar de ressaca e ou cansado ao trabalho.

Em suma, festejar como se não houvesse amanhã não é atitude de um adulto (ou adolescente) socialmente responsável. Portanto, escolha suas festas com cuidado - e fique em casa pra curtir sua casa e os filmes de Natal.

5. Compre muitos presentes pra cada pessoa que orbita sua vida

O truque é garantir uma distribuição uniforme de presentes e dinheiro, de acordo com seus relacionamentos.

Comprar acidentalmente muitos presentes para seu pai e sua mãe pode parecer fofo, mas se isso atrapalhar seu orçamento, pode causar problemas - do tipo que seu pai e sua mãe não gostariam que você tivesse. E você pode tornar as coisas mais pessoais criando seus próprios cartões e presentes também.

Uma boa dica é começar as compras de Natal com as liquidações de janeiro e terminar na última semana de novembro, se não antes na Black Friday. Com um planejamento cuidadoso e uma lista de destinatários, podemos garantir que as pessoas certas recebam o número certo de presentes.

6. Presentes de última hora

A compra de presentes é importante. Mas não é vital. Se você não comprou os presentes a tempo pro Natal, não enlouqueça no último minuto. Não é apenas estressante ir ao shopping ou ao centro da cidade para encontrar presentes, mas também consome tempo.

Também existe o risco adicional de comprar mais do que pretendia e ou pagar mais caro por causa desse sentimento de urgência que criaram dentro de você.

Planejar suas compras de Natal é fundamental. Se não rolar um planejamento, há uma chance real de que você estará endividado em janeiro.

Certamente não é um bom começo para o ano novo!

7. Esqueça suas contas e responsabilidades

Outra maneira de ficar sem um puto no bolso no final de dezembro e início de janeiro é esquecer suas responsabilidades existentes, só porque é Natal.

"Aww, é Natal, as contas podem esperar!" não é uma resposta sensata ou aceitável para cobranças mensais. Financiamentos, empréstimos, aluguel, multas, pagamentos de seguros e convênio médico são todos necessários; você assinou contratos pra pagá-los em dia, então você deve honrar isso.

Se você configurou um pagamento por débito automático e gasta o dinheiro reservado pra essas contas, está arriscando seu score (pontuação) de crédito, pode ficar com o nome negativado, além de atrair cobranças bancárias que é um verdadeiro saco.

No Natal, como em outras épocas do ano, viva dentro de suas possibilidades. Considere gastar seu tempo de outras maneiras, como em alguns projetos de “Faça Você Mesmo” natalinos.

8. Gastos excessivos no cartão de crédito

Uma carta que você não tá esperando receber neste fim de ano é a fatura do cartão de crédito. Mas se você decidiu fazer suas compras mais cedo, há uma boa chance de ter optado por colocá-las no cartão.

Embora isso possa inicialmente parecer uma jogada inteligente, gastos excessivos provavelmente resultarão em uma grande conta em dezembro. Esse é o momento absolutamente errado para receber uma fatura grande!

Para evitar isso, distribua suas compras de Natal ao longo do ano, e não confie no cartão de crédito. Não confie nele.

09. Natal: Não se trata de você

Você precisa se lembrar do básico sobre o Natal. Não se trata de presentes, ou da comida, ou das decorações. Esqueça as luzes e decorações malucas e outras bobagens. Mesmo que você não seja religioso ou cristão, o Natal ainda significa passar tempo com as pessoas que você ama e valorizar o que você tem.

Resumindo: não é sobre você ou qualquer pessoa. Portanto, não desperdice dinheiro que você não tem com presentes, comida e decorações que você não pode pagar. Como em todos os meses, mantenha seu orçamento e sinta aquela satisfação quando tiver dinheiro sobrando para economizar no final do mês.

Não deixe sentimentos como arrogância, egocentrismo e orgulho fazer você gastar o dinheiro que foi duro ganhar e assim arruinar o Natal.

A Equipe Monway deseja a todos e a todas um Natal maravilhoso e você reduza os seus gastos nesse fim de ano.
Created with