Conheça As Duas Formas de Lidar Com o Dinheiro

Oct 17 / Equipe Monway
Tempo de leitura: 6 min

O dinheiro está presente em nossas vidas assim como a eletricidade e a água encanada que consumimos. É bem difícil pensar em realizar algo que desejamos e sonhamos, sem envolver questões financeiras, não é mesmo?

A maioria dos países do planeta são economicamente capitalistas, e nesse modelo, o dinheiro é o protagonista em praticamente todos os cenários.

Nesse post, a gente vai te mostrar que existem apenas duas formas de lidar com o dinheiro. Então continue lendo pra saber como facilitar essa sua relação com o din-din $$$

Porque o dinheiro existe?

O dinheiro está presente no dia a dia das pessoas e foi um grande divisor de águas da sociedade.

O dinheiro foi criado para facilitar as trocas comerciais quando estas ficaram mais complexas. A princípio, as permutas eram baseadas na quantidade de tempo de trabalho gasto para produzir a mercadoria. Por exemplo, um pescador dava sua pesca do dia em troca da colheita obtida em um dia por um agricultor. 

Depois, com o aumento no número de produtores e a necessidade de diversificação dos produtos, foi preciso estabelecer uma mercadoria que fosse divisível, para facilitar o troco, e à qual todos tivessem acesso.

Trocar uma mercadoria por outra era complicado porque o produtor de trigo que quisesse comprar carne de vaca, por exemplo, precisava encontrar alguém que cuidasse de gado e estivesse interessado em trigo. Com o dinheiro, vender e comprar se tornaram operações separadas. Eu compro o que quero de quem eu quiser e posso vender minha produção para outra pessoa.

Por essas e outras inventamos o dinheiro.

E pra que o dinheiro serve?

Comprar. É pra isso que o dinheiro serve? Sim!

Quando falamos em comprar, normalmente estamos ligando a palavra a bens materiais. Mas o comprar se estende a isso. Comer boa comida em um restaurante fino é comprar? Sim! Você está comprando o direito de sentar naquela mesa e comer daquela comida.

Uma viagem? Você compra as passagens, compra o direito de ficar num hotel, as comidas e bebidas, compra os ingressos pros passeios. Você... Compra!

E a vontade de poder ter tudo, sem limitações, é o que faz o dinheiro ser algo tão relevante na vida das pessoas.

As duas formas de lidar com o dinheiro

Já entendemos até aqui o porquê da existência do dinheiro e pra que ele serve. Agora quero que aprenda que existem duas formas de lidar com ele.

No mundo atual, aprenda para nunca mais esquecer, existem dois tipos caixa: 
  • A caixa 1, que contém pessoas que trabalham pelo dinheiro.
  • A caixa 2, que contém pessoas em que o dinheiro trabalha pra elas.

Quando você nasce, a não ser que seja dono de uma tremenda herança, você cai na caixa 1, e terá que trabalhar pelo dinheiro nem que seja por alguns anos. 

A grande sacada da vida é passar da caixa 1 para a caixa 2. Vamos entender como cada uma delas funciona.

Você trabalhando pelo dinheiro

A partir do momento que entendemos que para ter o que queremos necessitamos de dinheiro, e esse dinheiro normalmente não vem fácil, temos apenas duas escolhas a fazer:

  • Ou deixamos de querer tanto.
  • Ou buscamos ganhar mais.

Deixar de querer é algo difícil, concorda?

Quem não quer ter do bom e do melhor? Porém, pra isso, a busca pelo dinheiro não é um jogo fácil. Buscar mais dinheiro normalmente significa abrir mão de algo em função de um trabalho ou atividade que faça com que você conquiste esse dinheiro.

Jornada dupla, renda extra, aturar um chefe chato no trabalho, estudar para conseguir novas títulos e ser promovido. E por aí vai.
Por outro lado, como o dia só tem 24 horas, para dar conta disso tudo, você terá que abrir mão de brincar com seus filhos, fazer uma atividade física, sair com os amigos, namorar. Atividades que não vão de encontro com o seu objetivo de buscar ganhar mais dinheiro, mas que alimentam a alma.

Quando temos que abrir mão do nosso tempo para ganhar dinheiro, então estamos trabalhando por ele.
Infelizmente, existem pessoas que passam a vida trabalhando pelo dinheiro. Vivem num ciclo. Quanto mais ganham, mais gastam, e mais tem que trabalhar para sustentar padrões de vida cada vez mais altos.

O dinheiro trabalhando para você

O grande objetivo de aprimorar nossa educação financeira é aprender a "mágica" de colocar o dinheiro para trabalhar pra gente.

A partir do momento que desenvolvemos nossa capacidade de saber lidar com as finanças através do controle sobre nosso orçamento familiar, conseguindo gastar menos do que ganhamos, aprendendo a investir, abrimos então um caminho sem volta de acumular dinheiro investido e com isso, os juros das aplicações passam a se tornar uma renda passiva, que vem sem esforço de trabalho.

Toda essa dinâmica é o dinheiro trabalhando para você.

E aí, umas das coisas mais importantes e incalculáveis que conseguimos criar tendo total controle de nossa vida financeira é LIBERDADE.

Liberdade na hora de fazer escolhas, de dizer sim ou não, liberdade de não se sujeitar a qualquer coisa por conta dos boletos que vencem no final do mês, liberdade de trabalhar com o que se gosta e não com o que paga melhor.

O dinheiro, bem cuidado e bem organizado, deixa de ser o "seu patrão" e passa a ser seu "empregado".
Created with