Conheça Os 03 Principais Motivos do Sobe e Desce do Dólar

Nov 4 / EQUIPE MONWAY
Gente, vamos combinar que o dólar explodiu e que a cada dia essa moeda fica cada vez mais forte diante do nosso Real, que diga-se de passagem, é a 6ª moeda que mais se desvalorizou em 2021.

(Existem hoje, 182 moedas no planeta, então ser a 6ª moeda que mais se desvaloriza é um número beeeeem preocupante, mas isso é assunto pra outra matéria)

Mas você sabe porque o dólar se valoriza tanto e como isso pode impactar na sua vida?

É sobre isso que falaremos neste post, então continue com a gente até o fim...

O que significa esse sobe e desce do dólar?

A variação do preço do dólar pode acontecer por conta de diversos fatores, mas basicamente, tudo se enquadra na lógica de oferta e demanda. Ou seja, quanto menos dólares em terras brazucas, mais cara fica a cotação da moeda por aqui, e vice versa.

Então, vamos a alguns motivos que podem ocasionar isso:

  1. Se o saldo da balança comercial é negativo, ou seja, se importamos mais do que exportamos, significa que estamos pagando em dólar pelas mercadorias importadas, ou seja, dólar indo embora, aumentando assim a cotação.

  2. Se a taxa de juros básica do Brasil, a famosa SELIC, cai, os investidores estrangeiros, que investem em dólar aqui, passam a achar que o investimento em renda fixa no Brasil ou na dívida brasileira (Tesouro Nacional) não está mais tão atrativo, e aí pegam seus dólares e investem em outro lugar. Dólar saindo, cotação subindo.

    O mesmo pode acontecer quando a taxa de juros americana sobe. O investidor pode entender que tá valendo a pena voltar a investir por lá, tira grana do Brasil (dólar) e a cotação moeda também sobe.

  3. E até quando o turista brasileiro gasta dólar lá fora, ele leva a moeda daqui pra lá e isso faz com que a cotação aumente por aqui.

Mas somente de oferta e demanda vive a variação do dólar? 

Teoricamente sim, mas o Banco Central do Brasil, quando as coisas saem do controle, pode influenciar nisso. O governo faz intervenção nas cotações afim de manter as coisas nos eixos por aqui, e muitas vezes compra ou vende a moeda americana com o intuito de ajustar cotação da moeda.

Agora que você já entendeu como funciona essa variação de preço da moeda, vamos entender como isso pode afetar no seu dia a dia?

A alta do dólar pode refletir, por exemplo, num aumento da inflação. Isso porque muito dos produtos que consumimos, ou são importados, ou tem algum componente ou ingrediente fabricado no exterior e, portanto, comprado em dólar.

Produtos de tecnologia acabam sendo mais afetados, pois basicamente são todos importados. O Brasil é um país que produz e tem sua capacidade de produção em sua essência baseada em commodities.

Além disso, a gasolina também sofre esse efeito, pois o barril do petróleo é precificado de acordo com os valores das cotações internacionais e também de acordo com a variação do câmbio.

Mas existe algum lado bom com a alta do dólar? 

A resposta é sim!

Para empresas que atuam com exportações, a alta do dólar deixa seus produtos mais competitivos no mercado internacional, já que eles ficam mais baratos produzidos aqui em Real.

Além disso, existe também um aquecimento no turismo nacional, já que comparativamente, viajar por aqui acaba sendo a alternativa para muitos.

E por fim, nos investimentos, a desvalorização do real pode deixar os investidores estrangeiros mais tentados em comprar ações de empresas brasileiras por preços mais “baratos” e a bolsa pode responder positivamente com a entrada de capital internacional.

Você viu como o dólar pode influenciar na sua vida? 

Estamos recebendo muitas dúvidas sobre o assunto e indicamos que siga o Gui Vendramini e envie suas dúvidas pra ele no direct do Instagram.
Created with